Doenças urológicas

A incontinência urinária, a cistite e a litíase (pedra nos rins) são algumas das principais doenças. Algumas disfunções são bexiga hiperativa, perdas urinárias noturnas, dificuldade de esvaziamento vesical, entre outras.

    Incontinência urinária (ou perda involuntária da urina)

    Incontinência urinária (ou perda involuntária da urina)

    Duas vezes mais comuns nas mulheres, a incontinência urinária é das disfunções mais comuns. Os fatores de risco são o número de gestações, o tipo de parto e a menopausa e a doença costuma causar reflexos diretos na vida social e psicológica das pessoas. Cerca de 10 milhões de brasileiros têm incontinência urinária.

    Cistite (infecção urinária)

    Cistite (infecção urinária)

    A cistite (infecção urinária) é outro problema bastante comum em mulheres – 80% delas apresentarão ao menos um episódio de cistite ao longo da vida. A maioria dos casos de cistite ocorre por conta de bactérias. Os principais sintomas são ardência ao urinar, presença de sangue na urina e vontade de urinar mesmo com a bexiga vazia.

    Litíase(pedra nos rins)

    Litíase(pedra nos rins)

    Também conhecida como pedra nos rins, é outro problema urológico bastante comum. Acontece quando pequenos cálculos se solidificam, formando pedras, dificultando a passagem da urina e causando uma dor aguda. Alimentação rica em sal, problemas metabólicos ou pré-disposição genética são fatores de risco. O tratamento depende da localização da pedra, do seu tamanho e sintomas que está causando ao paciente. Ele pode ser clínico, medicamentoso ou cirúrgico.

    Reabilitacao-do-trato-urinario

    Reabilitação do trato urinário

    A reabilitação do trato urinário é uma alternativa terapêutica recomendada pela International Continence Society (ICS) como uma eficiente opção de tratamento para diferentes problemas, entre eles a incontinência urinária e a dificuldade para urinar.

    É indicada ainda para pessoas com bexiga hiperativa, perda de urina, pessoas com dificuldade de esvaziamento da bexiga, dor pélvica crônica, problemas de disfunção sexual, entre outros.

      Técnicas mais usadas

      Existem várias técnicas para reabilitação do trato urinário e elas incluem:

      – Exercícios para fortalecimento do assoalho pélvico;

      – Biofeedback (mecanismo que avisa por sinais sonoros os músculos que estão sendo trabalhados durante os exercícios);

      – Mudanças comportamentais;

      – Eletroestimulação;

      – Cateterismo vesical intermitente;

      – Manobras de esvaziamento vesical;

      – Propriocepção;

      – Reeducação postural.

      Segurança

      As pessoas com indicação para reabilitação do assoalho pélvico passam por uma avaliação criteriosa e personalizada com equipe especializada do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, sempre com foco em suas necessidades individuais. O atendimento é totalmente personalizado e seguro.

Diagnóstico de doenças urológicas

A Unidade de Urodinâmica do Hospital Alemão Oswaldo Cruz está capacitada a realizar o estudo urodinâmico – um método complementar de diagnóstico que fornece uma avaliação funcional completa sobre os distúrbios urinários.


Saúde da Mulher - Infográfico

Entenda mais sobre a Saúde da Mulher

Preparamos um material para ajudar você a entender mais sobre a saúde da mulher.

Baixe o material